GDS: o que é, para que serve, história e a importante “mentalidade”

Antes de abordar que é um GDS, preciso contar uma história muito interessante e rápida.

Você sabia que em meados de 1960, o processo para efetuar uma reserva era manual e centralizado em centros de reservas das companhias aéreas?

Além disso,  levava entre 90 minutos a 3 horas para serem finalizadas.

Em 1953 Blair Smith, Gerente de vendas da IBM estava voando de Los Angeles para Nova York quando descobriu que por acaso C.R Smith o presidente da American Airlines estava sentado ao seu lado.

Começaram uma conversa que acabou anos depois com uma grande parceria.

Desenvolveram o que seria o primeiro GDS do mundo e o chamaram de SABRE.

GDS

O que é mesmo um GDS?

GDS é um sistema utilizado no turismo por Companhias aéreas e agências de viagens que consolida os três setores de viagens: reservas de companhias aéreas, reservas de hotéis e aluguel de carros.

Global Distribution System, traduzindo ( Sistema de Distribuição Global)

GDS pode ser definido como um sistema centralizado e permanentemente banco de dados de informações acessível através de seu sistema.

Um GDS fornece todos os tipos de tarifas e serviços de turismo, permitindo que os usuários façam, alterem e cancelem as reservas, além de emitirem bilhetes.

O objetivo do GDS é facilitar, através de um sistema automatizado, os processos de armazenamento e administração de todas as informações relacionadas aos voos, disponibilidade de hospedagem e horários ou preços, e etc.

O GDS é a principal ferramenta de trabalho para as agências de viagens e companhias aéreas,  proporcionando-lhes todas as informações necessárias para realizar seu trabalho.

Os grandes GDS no mercado são Sabre, Amadeus, Travelport (que opera os sistemas Apollo, Worldspan e Galileo).

Há um importante GDS regional, Abacus, que serve o mercado asiático.

Leia mais sobre:

Como fazer empresas da indústria aérea correrem atrás de você?

Preparado para os próximos 20 anos? Descubra as mudanças e previsões para a indústria aérea

6 erros mais comuns dos profissionais de companhia aérea e indústria (Você não pode ignorar a #5)

 

Mentalidade

Importante ressaltar que,  cada sistema de Companhia aérea e os GDSs tem suas particularidades.

Porém posso afirmar que o conhecimento da “mentalidade” vai turbinar seu aprendizado.

Esta mentalidade é como os GDSs trabalham.

As diferenças entre um GDS e outro são pequenas, normalmente os comandos e layout são diferentes. 

Portanto, para os que querem trabalhar em nossa indústria, minha dica é se dedicar em aprender esta mentalidade.

 

E o Blog Airinsp está aqui exatamente com este propósito.

 

Gostou deste post?

 

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que achou deste post ou sobre assuntos que poderia abordar nos próximos artigos, dica extra que queira compartilhar ou até mesmo alguma crítica.

Se você assim como eu ama a indústria e conhece pessoas que adorariam receber esse conteúdo!  

Compartilhe esse artigo! Facebook, Twitter e Linkedin!

Nos vemos em breve!

Tagged ,